quinta-feira , 4 junho 2020

Papa agradece a enfermeiros por ‘heroísmo’

Nesta terça-feira, dia 12 de maio, é comemorado o dia do enfermeiro

Papa Francisco
Foto: Tiziana Fabi / AFP

papa Francisco rezou nesta terça-feira (12) pelos enfermeiros e enfermeiras, um exemplo de “heroísmo” no combate à pandemia de coronavírus que atinge o mundo. “Que o Senhor os abençoem. Nesta época de pandemia, dão o exemplo de heroísmo, e alguns deram sua vida. Rezemos pelas enfermeiras e os enfermeiros”, disse o papa durante a missa matutina na capela de sua residência no Vaticano.

“Hoje é o dia das enfermeiras. Ontem, enviei uma mensagem. Rezemos hoje pelos enfermeiros e enfermeiras, homens, mulheres, meninos e meninas que têm esta profissão, que é mais do que uma profissão, é uma vocação, uma dedicação”, acrescentou o pontífice.

Na mensagem, enviada por ocasião do Dia Internacional da Enfermagem, o papa pediu às autoridades mundiais que se esforcem para garantir que os profissionais “realizem sua vocação com dignidade”. A data foi instituída pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e recorda o bicentenário do nascimento de Florence Nightingale, que deu início à enfermagem moderna. Este ano, é dedicada aos muitos profissionais da saúde que perderam a vida em vários países em decorrência do coronavírus.

“Neste momento histórico (…), redescobrimos o papel de importância fundamental que desempenha a pessoa do enfermeiro, como também a da obstetra. Diariamente assistimos ao testemunho de coragem e sacrifício dos profissionais de saúde, que, com profissionalismo, abnegação, senso de responsabilidade e amor ao próximo, prestam assistência às pessoas afetadas pelo vírus, com risco da própria saúde”, expressou o papa.

Para o papa, os enfermeiros e enfermeiras, não apenas têm conhecimento técnico-científico, mas também sua profissão está “constantemente iluminada pela relação humana e humanizadora com o doente”. Por isso, ele os considera “os santos da porta ao lado”. Francisco recordou que tais profissionais estão ao lado de pacientes e familiares, “em cada fase da vida, do nascimento à morte, doença e recuperação, para ajudar a superar as situações mais traumáticas”.

Em sua mensagem, o papa convida os líderes políticos de todo mundo “para que invistam neste bem comum primário que é a saúde, reforçando as estruturas e empregando mais enfermeiros, para garantir a todos um atendimento adequado, no respeito pela dignidade de cada pessoa”.

“Está comprovado que investir neles melhora os resultados em termos de assistência e saúde geral”, ressaltou. O papa argentino quis mencionar também o papel dos obstetras, que acompanham as mulheres grávidas e ajudam a dar à luz seus filhos. “Vosso trabalho se conta entre os mais nobres que há, consagrado como está diretamente ao serviço da vida e da maternidade”, apontou.

Por AFP

Veja Também

Caruaru tem potencial de propagação da Covid-19 semelhante ao de capitais, aponta estudo

Dinâmica de centro regional da cidade pode contribuir para a interiorização da doença no Estado …

Canhotinho-PE: Coronavírus – Mais 4 casos foram confirmados, e total de infectados chega a 27; 35 estão em investigação

O município de Canhotinho, no Agreste de Pernambuco, vem apresentando um aumento diário nos casos …

Canhotinho-PE: Idoso de 83 anos é agredido pelo filho após reclamar do volume alto da TV

Um idoso de 83 anos foi brutalmente agredido pelo próprio filho, na noite desta terça-feira …

COVID-19: Pernambuco tem novo recorde diário de cura

Manoel Leandro do Nascimento, de 76 anos, recebeu alta do Hospital Provisório Recife 2, nos …

Canhotinho-PE: Município confirma mais 05 casos de Covid-19 e chega a 23 registros da doença

O município de Canhotinho, no Agreste de Pernambuco, registrou nesta terça-feira (02), através do boletim …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *