sábado , 18 setembro 2021

Recife e outros municípios negam ter aplicado doses vencidas da AstraZeneca

As prefeituras do Recife e de outras cidades pernambucanas, como Ipojuca e Garanhuns – citadas no levantamento da Folha de S. Paulo como as que aplicaram as maiores quantidades de doses vencidas da vacina da AstraZeneca -, negaram, nesta sexta-feira (2), qualquer atraso nas aplicações dos lotes.

Vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford
Foto: Indranil Mukherjee/AFP

As gestões atribuem dados da reportagem a um erro no sistema de informações do Ministério da Saúde. A nota divulgada pela Secretaria de Saúde do Recife informa que as últimas doses do lote foram ministradas no dia 25 de fevereiro, portanto, antes do prazo de vencimento.

O texto acrescenta que a informação da reportagem vem de um erro, “já corrigido”, durante o registro de duas doses pelo Ministério da Saúde.

Ipojuca e Garanhuns
Citada na matéria como a cidade que mais aplicou doses vencidas em Pernambuco, com 279 aplicações atrasadas no Serviço de Pronto-Atendimento Santo Cristo, no Centro, a gestão de Ipojuca, na Região Metropolitana do Recife, se manifestou também negando a informação. Por meio de nota, a prefeitura disse ter identificado um erro de digitação no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (PNI).

“Portanto, aos ipojucanos, a Prefeitura esclarece que todas as doses no município foram aplicadas dentro do prazo de validade. Lamentamos qualquer tipo de informação sem a checagem da informação prévia”, afirmou o texto.

No Agreste, a Secretaria de Saúde de Garanhuns, que, segundo a publicação, aplicou 110 doses dos lotes 4120Z005 e 4120Z025, informou também ter identificado erro no preenchimento das planilhas do Ministério.

De acordo com a pasta, o lote 4120Z005 foi recebido em 27 de janeiro, com 1130 vacinas válidas até o dia 14 de abril de 2021, aplicadas até o dia 5 de fevereiro, enquanto o 4120Z025 foi entregue em 4 de março, com 110 vacinas válidas até 4 de junho, e as aplicações foram feitas até o dia 10 de março.

“Constatado o equívoco na digitação, a equipe da Secretaria está trabalhando para corrigir os dados no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações”, afirma a nota.

Bezerros e Jaboatão
Outra prefeitura que cita erro no sistema do Governo Federal é a de Bezerros, no Agreste. Segundo a matéria, a cidade aplicou uma dose do lote 4120Z005. Em nota oficial, a gestão do município diz ter recebido 600 doses desse lote, que foram aplicadas entre os dias 28 de janeiro e 1º de março, antes, portanto, do prazo de vencimento, em 14 de abril.

“A dose do imunizante, supostamente aplicada fora do prazo de validade, trata-se, na verdade, de um erro de informação no sistema do Ministério da Saúde. O erro já foi corrigido”, finaliza o texto.

Na noite desta sexta-feira (2), a prefeitura de Jaboatão, mencionada no levantamento por ter aplicado 13 doses do lote que vencia no dia 14 de abril, na sede da Secretaria Municipal de Saúde, informou que todas elas foram usadas entre os dias 26 de janeiro e 8 de fevereiro.

Por FolhaPE

Veja Também

Pernambuco libera oficialmente aplicação de terceira dose da vacina nesta quarta (15)

Cidades como o Recife e Jaboatão já começaram a administrar a dose de reforço Vacina …

Estado de calamidade pública é prorrogado até dezembro em Pernambuco, em virtude da pandemia

A decisão foi publicada na edição desta quarta-feira (15) do Diário Oficial do Estado. Governador …

Canhotinho-PE: Amigos de idoso falecido em Brasília procuram por herdeiros

O Senhor Abílio Gomes da Silva, nascido na cidade de Canhotinho-PE, no dia 05/01/1936, filho …

Canhotinho-PE: Em menos de uma semana, sete gatos foram mortos no mesmo bairro

Uma situação vem revoltando a população do município de Canhotinho, no Agreste de Pernambuco. Diversos …

Canhotinho-PE: Nesta quinta-feira (09) tem exame de vista na Associação Esperança

A Associação Esperança, localizada no município de Canhotinho-PE, estará realizando exames de vista na próxima …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *